domingo, 6 de outubro de 2019

Sites de vídeos alternativos ao Youtube

O Youtube é uma rede bem consolidada no mercado, contudo devido a brechas no sistema, usuários mal intencionados conseguem se utilizar das próprias regras da plataforma para espalhar, por exemplo o ódio. Anunciantes questionaram conteúdos inapropriados e resolveram desistir de utilizar a plataforma para divulgação. Desde então, a empresa tem se esforçado e atualizado seu algorítimo para sanar tais deficiencias, no entanto, os problemas avançam inclusive devido a interferencias de governos, como é o caso de posições ideológicas, diversos conteúdos bons são excluídos e canais desmonetizados.

Canal de história é excluído do Youtube
Canal inteiro é deletado devido a reclamação de direitos autorais

Imagem logo do artigo

Separei a lista em duas categorias, as recomendadas e as não. O critério da listagem refere-se a liberdade de informações na plataforma.

Opções recomendadas




Suportado pela FramaSoft o Peertube é uma plataforma de entrega de vídeos em P2P (BitTorrent) direto no navegador usando WebTorrent e Angular. Utiliza software livre e assim como o torrent, você pode se tornar um contribuidor da rede, ou você baixa o projeto Peertube e cria sua própria instancia ou se cadastra em uma delas (em Register). Dessas listadas a mais interessante que encontrada foi a NordenMedia que possui mais recursos e espaço: cota de vídeo de 20 GB (5 GB por dia) e não permitido para menores de 18 anos. Algumas das instancias apenas replicam os vídeos, não tendo a opção de cadastro de usuário. Escolhendo uma instancia você se cadastra e tem um usuário o nome login@nomedainstancia, por exemplo nomeDaConta@nordenmedia.com.

Os formatos de mídia suportados pela instancia NordenMedia são: .webm, .ogv, .mp4, .mov, .avi, .flv, .mkv, .mp3, .ogg, .flac. E, você tem a opção de carregar o arquivo, importar de uma URL e de um Torrent, podendo escolher a conta do canal associada e a privacidade (Pública/Não Listada/Privado e Programado apenas para envio de arquivo). Quando estiver importando as opções de configuração do vídeo incluem Canal, Categoria, Licença, Título, Descrição, Tags, Idioma, Privacidade, se o conteúdo é adulto, Adição de Legenda, Informações de apoio utilizando MarkDown para formatação, Data de Publicação, Habilitar tanto comentários quanto o Download. É gerado uma imagem preview do vídeo, porém pode ser substituída por outra jpg com no máximo 2MB. Assim como o BitChute não informa o tempo para transcodificação do vídeo. Após o processamento, o vídeo é convertido para um formato ajustado a plataforma e assim como Youtube há diversas qualidades a serem escolhidas.

Há também as outras quatro instancias US TV (tema escuro) e PeerTube UK e Open Tube (mais interessante pelo nome do usuário, além de poder criar múltiplos canais, porém os vídeos suportados são apenas MP4, WEBM e OGV) e Ploud Video France (quantidade de vídeos), todos com cotas de vídeo ilimitadas.

O site foi criado por pessoas banidas ou desmonetizadas do Youtube. É suportado pela comunidade e promove a liberdade de expressão, isto é, livre de censura, contudo deve-se ter no mínimo 16 anos e respeitar as regras do portal. Possui conteúdo de extrema direita e diversas teorias da conspiração. Os criadores de conteúdo podem ser pagos através de plataformas de terceiros como Paypal, Patreon, Bitbacker dentre outros.

Com relação a mídia, é preferível o formato de tela em 16:9, e arquivos no formato: '.mov', '.mp4', '.avi', '.wmv', '.3gp', '.ogg', '.webm', '.mkv', '.m4v'. A imagem do vídeo pode ser jpg ou png. Não suporta qualidade alta. Um teste que realizei de 1 vídeo HD de 100MB com 5 minutos e 45 segundos, demorou 40 minutos para processar e o vídeo foi convertido para MP4 Audio AAC 96 kbps e Bitrate 1413 kbps e resolução SD, isto é, 1/3 do tamanho original. Deveria ter a opção pelo menos HD. O ponto forte do site é que ele carrega e passa o conteúdo rápidamente diferente do Youtube que fica travando, e como é baseado em peer-to-peer quanto mais gente utilizando mais rápido fica. O tempo do vídeo não é limitado.

O site não possui muitos vídeos, e a maioria deles estão em inglês. Além disso, tem uma busca fraca não permitindo personalizar. Devido a privacidade, ao contrário de outras plataformas, que realiza análise baseada no conteúdo do usuário, a plataforma não coleta dados do usuário, faz a classificação conforme a relevancia, isto é, votos do usuário. O site não possui propaganda nos vídeos.

Veto é uma plataforma aberta de compartilhamento de conteúdo desenvolvida para ser um host aberto de audio, vídeo e fotos, sem censura e sem propaganda desde que siga os termos. O site possui pouco mais de um ano e painel bem navegável além de possuir uma busca avançada. Você pode escolher entre a opção escura ou clara (desenho da lua). É desenvolvido por uma pessoa e é solicitado o suporte da comunidade para melhorar os recursos. Possui limitações tendo na versão gratuita vídeo com no máximo de 768MB, 60 minutos, 5 GB de espaço, arquivo privado/público/agendado e diversos formatos de arquivos: .png, .jpeg, .jpg, .gif, .avi, .flv, .mp4, .mov, .webm, .mkv, .wmv, .mp3, .aac e .wav), plus e premium. É possível importar vídeos do Youtube de no máximo 30 minutos direto para a plataforma. Após o upload o vídeo é transcodado para um formato de qualidade padrão aceitável (standard). O player é ruim pois não suporta full screen sendo necessário ajuste no navegador. Pelo painel de controle é possível efetuar o download da mídia, verificar as subscrições, criar playlists, consultar o histório, a midia que gostou, e o assistir depois, além de possuir um analitics básico. Como o site está em inglês para quem não possui familiaridade utilize um navegador que traduza a página. Ainda em versão pública beta antes de criar seu cadastro utilize o username publicveto e senha Publicveto934 para acesso e testes na versão premium. Por quase não ter usuários e conteúdo, pois a maioria ainda é teste, o usuário que criar conteúdeo de qualidade terá uma vantagem acima dos outros.

Alterado de bit.tube para BitTubbers, a plataforma é uma rede social para criadores de conteúdo e streamers baseada em peer-to-peer utilizando o WebTorrent com foco em livre expressão. O projeto surge de encontro a portais que censuram, desmonetizam e banem criadores por não concordarem com seus pontos de vistas.

Através da extensão AirTime de navegador você tem acesso a wallet de moedas TUBE, compra da moeda (através de Bitcoin, Ethereum, Litecoin e cartão de crédito), VPN e Bloqueador (AdBlock). Tudo no BitTubers é monetizado via AirTime, uma tecnologia baseada em blockchain que recompensa criadores e espectadores pelo tempo assistindo e tudo sem propaganda - mesmo que seu conteúdo esteja em outra plataforma.

O site ainda está em estágio beta, disponível apenas em inglês, mas possui uma interface agradável, possui boa aceitação, pois os usuários estão sempre postando coisas novas. Após o cadastro, o usuário tem a opção de conta pública ou privada. Há alguns tipos de assinatura sendo a não verificada gratuita (permite 20 minutos de upload por post e provisão de upload de 60 minutos), a verificada gratuita (60 minutos de upload por post e provisão de upload de 300 minutos e uma live), e as pagas, podendo ser pagas via Paypal ou Crypto, a assinatura plus (€ 8.86 por 3 meses), a criadores de conteúdos (€ 26.79 por 3 meses) e a usuário avançado (€ 53.72 por 3 meses), estas ainda tem o recurso de acesso à moderação da comunidade.

Além de vídeo, BitTubers suporta audio, imagem, tópicos e grupos. Testei enviando um vídeo e a plataforma não realizou processamento diminuindo a qualidade. O player ainda não suporta múltiplas versões da midia, nesse caso é ruim para conexões lentas para vídeos de qualidade, contudo para quem possui internet acima de 5MB vai notar que o conteúdo irá carregar rápido já que não há interferencias por ser uma rede nova.

CocoScope Logo

O Cocoscope é uma plataforma de hospedagem de vídeos sem limites e gratuita, em versão beta, que permite que todos os criadores ganhem dinheiro através das ferramentas disponibilizadas no site ao qual os usuários podem patrocinar o conteúdo. O site está disponível apenas em inglês.

Você não pode usar o serviço para hospedar conteúdo para usos comerciais externos, como hospedar vídeos não listados para membros de um site de inscrição de terceiros, sem a autorização prévia da Cocoscope.

Apesar de dar liberdade aos usuários, o Cocoscope apresenta algumas restrições de conteúdo: você pode publicar apenas conteúdo próprio (não de terceiros); é proibido questões e temas políticos; pornografia hardcore (ou qualquer envolvimento ativo dos órgãos genitais); vídeos defendendo a violência ou o ódio; vídeos com menores ou qualquer coisa totalmente ilegal.

Ao fazer o upload do Conteúdo no Cocoscope, você concede uma licença transferível, não exclusiva, mundial e isenta de royalties, para copiar, editar, armazenar, distribuir e explorar seu conteúdo. O objetivo desta licença é permitir ao serviço exibir e promover o Cocoscope.

Você não precisa se preocupar com a remoção repentina de seus vídeos porque não seguiu algumas diretrizes vagas da comunidade.

Ao se cadastrar você terá um canal, podendo customizá-lo, opção de vídeos (Público, Não-listado, Exclusivo para assinantes, Visível apenas para mim), e também poderá fazer upload direto do Youtube informando a URL. A opção de Livestream ainda não está disponível. Streaming de vídeos privados para membros, anúncios (em breve), aceita pequenas doações, venda vídeos individuais, e também fazer download do vídeo.

Ao invés de usar sites como Apoia-se e Patreon, o site já implementa o recurso de pagamento internamente, sendo necessário fornecer alguns dados para validar a conta. O valor mínimo para pagamento é de $100, sendo 25% do ganho destinado a plataforma. No momento deste post as categorias de vídeos suportadas pelo site são: Animação, Comédia, Cinema, Jogos, Estilo de vida, Música, Podcasts, Esportes, Ciência e tecnologia, Vlogs, Series, Comida, Como, moda, Automotivo, Natureza, Arte visual, Armas de fogo.

Em configurações você pode restringir o tipo de conteúdo da pesquisa.

Vlare TV

VLARE é um site de compartilhamento de vídeo com recursos sociais sucessor do projeto Vanillo que iniciou suas atividades no segundo semestre de 2019. Localizado na Alemanha, é submetido as leis de proteção de dados, portanto não poste conteúdo que não seja de sua propriedade intelectual.

Para evitar spam, é possível apenas se cadastrar apenas com email de provedores conhecidos verificados como Gmail, Yahoo, Outlook etc.

Após logon você poderá bloquear conteúdos em seus comentários, bloquear usuários, adicionar links , visualizar estatísticas e notificações, criar e aplicar permissões para subcanais. Na configuração do canal você pode enviar um banner (recomendado 1700x275 pixels), alterar a foto do perfil (recomendado 500x500 pixels), alterar o design (cor de fundo, cor da letra, enviar um background, alterar permissões ou desativar módulos).

A URL do canal pode ser alterada apenas quando tiver 30 seguidores, e para alterar o nome apenas a cada 30 dias.

A imagem de marca dágua utilizada para seus vídeos, precisa ser 95x95 pixels, porém ela fica muito grande, então deixe uma parte transparente.

O site também implementa uma espécie de blog simples ao qual você pode editar as postagens enviadas posteriormente, além disso, pode ser criado playlists (privadas e públicas), favoritar, etc. A pesquisa do site é muito boa, tem recursos avançados.

A plataforma suporta apenas os formatos: mp4, wmv, avi, flv, mov, webm, mkv, ogv, mpg, mpeg, m2v, m4v, svi, 3gp, 3g2. O tamanho máximo de arquivo é 5GB e o tempo tem o limite de 30 minutos. Todo arquivo é convertido em MP4 e comprimido para economizar espaço e largura de banda.

Vlare está disponível em diversos idiomas incluindo o portuguẽs. Te encorajo a se juntar a comunidade do VlareBrasil e a visitar meu canal.

Para diminuir o tempo de processamento no servidor ao enviar um vídeo é recomendado: video codec h.264 (maximo 30 fps) com .mp3 (ou aac) e 720p. Renderize seu vídeo com "High Profile", "fixed bitrate" and "progressive scan".

Além da conta gratuita, há a conta Premium que custa $5.99 (livre de anuncios, vídeo em Full HD com 45 minutos de limite) e a Partner (vídeo em Full HD com 45 minutos de limite).


Opções não recomendadas



D.Tube

O D.Tube é a primeira cripto-plataforma descentralizada de video desenvolvida sobre a Blockchain do STEEM e a rede IPFS P2P. Possui o objetivo de se tornar uma alternativa ao Youtube. Os criadores de conteúdo ganham criptomoeda em troca de seu trabalho. Testei a plataforma, e ela está muito distante de seu objetivo, sua rede ainda é lenta e carece de vídeos. Não é possível deletar o vídeo e este não pode ficar escondido, é publicado diretamente. Criando uma conta na Steem você tem acesso a diversos aplicativos criados sobre a plataforma.

Dailymotion

No site você tem espaço e banda ilimitada, e diversos formatos de audio e video. Limitações para todos usuários da plataforma incluem 10 uploads por dia, até duas horas de vídeos diárias, 60 minutos por vídeo e arquivos até 2GB. Apesar dessas vantagens o site é muito complicado fazendo com que os usuários se afastem. É muito difícil encontrar o link para carregar um vídeo e achar o canal. No canal não aparece as opções para alterá-lo.


Veoh

O vídeo enviado para o Veoh é reduzido e a resolução diminuída mesmo em HQ, o site possui poucos recursos.

FC2

Cadastrando no site FC2 você pode utilizar a mesma conta para o serviço Vídeo e Live. No FC2 Vídeo, para usuário gratuito é permitido vídeo de até 1GB de tamanho limitado a 10 por dia, e há a opção de visibilidade privada, para amigos ou pública. Após realizar o upload o vídeo é convertido para uma resolução baixa. O site apresenta bastante conteúdo em japonês.

aFreeCaTV

O site afreeca tv é uma plataforma de streaming de vídeos. Algumas seções do site estão em coreano, portanto utilize o tradutor do browser. Os formatos suportados de arquivos para upload são WMV, AVI, ASF, MPEG, MOV, MP4, MKV (MP4 recomendado). O arquivo deve ter no máximo 20GB. O tipo VOD VR 360 só é suportado com formato MP4. O site conta com um blog, a opção de live, favoritos, uploader e edição de VOB. Tentei subir um arquivo 4 vezes, consegui apenas na quinta, a qualidade ficou boa, parece que ele faz o upload e já transcoda. Não foi testado a opção de stream (cuidado com direitos autorais em arquivos).

Metacafe

Metacafe foi dos sites de compartilhamento de vídeo mais populares nos Estados Unidos. É focado em vídeos curtos, o conteúdo que aparece na primeira página são de vídeos com imagens estranhas que aparentam de sites fakes. Não tem tantos acessos quanto os portais de hoje. O vídeo é convertido para um formato menor e não aceita múltiplos uploads. Não informado também o tamanho de arquivo suportado. Não possui a opção de video privado, apenas publico e schedulado. Não envie conteudo que infrija as leis. A qualidade do site é ruim.

Streamable

No Streamable você faz o upload do arquivo de vídeo, sendo este de no máximo 10 minutos e 1GB e depois incluir em seu site/blog (bom para sites de eventos), porém é deletado automaticamente em 3 meses se houver inatividade no período. Não é requerido cadastro.

Twitch.tv

O Twitch é site de transmissão ao vivo, antigo site justin.tv que foi comprado pela Amazon. Guarda seus arquivos por 14 dias. Não há opção de realizar upload de vídeos. Não testado a opção de live.

Mixer

O Mixer é a plataforma da Microsoft para live stream de games com público acima de 12 anos. Não testado a opção de live.

Fontes:
Sites oficiais
https://torrentfreak.com/bitchute-is-a-bittorrent-powered-youtube-alternative-170129/
https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_video_hosting_services
https://fossbytes.com/best-free-youtube-alternative-sites/
https://www.makeuseof.com/tag/top-12-sites-watch-videos-youtube/ https://www.youtube.com/watch?v=LdeMcZKGJ-o
http://l-lists.com/en/lists/r5l5dj.html

Reações:
Categorias:

0 comentários: