sábado, 3 de agosto de 2019

HTML - A estrutura da web

O HTML é uma linguagem de marcação, e mesmo após vários anos de sua criação, continua sendo a base para a criação de páginas web.


Além dela, há a linguagem JavaScript que adiciona interação a página e o CSS que controla a apresentação de vários documentos em um só.


Logo abaixo você verifica um código de uma página padrão:

<!DOCTYPE html>
<html lang="pt-br">

  <head>
     <meta http-equiv="X-UA-Compatible" content="IE=Edge" />
     <meta charset="utf-8" />
     <link rel="stylesheet" type="text/css" href="estilo.css" />
     <title>Minha página web</title>
  </head>

  <body>
   <h1>Título</h1>
     <h2>SubTítulo</h2>
       <p>Parágrafo</p>
  </body>

</html>


Em maio desse ano as organizações W3C (recomenda versão fechada do HTML) e WHATWG (desenvolve o HTML sem versionamento) que são responsáveis pelas webstandards, se uniram em favor de apenas um padrão tanto do DOM (manipulador de objetos do documento) quanto do HTML. Isso significa um salto de qualidade para os novos padrões a serem desenvolvidos, que em muitos casos, tinham conflito.

No HTML5, versão mais recente, foi incluída várias tags (marcações) para representarem semanticamente as informações substituindo, por exemplo, tags como a DIV por NAV, no contexto da navegação:

   De
    <div id="nav">Conteúdo do Menu</div>
   para
    <nav>Conteúdo do Menu</nav>

E também para multimídia:

   De
    <object>
   por
    <audio> e <video>

Essas alterações são fruto de várias discussões e da necessidade de melhorar a estrutura do HTML dando maior significado as marcações (tags) e contribuido para uma página mais leve e fluida, separando a camada de apresentação deixando a cargo das folhas de estilo (CSS) da de estrutura (HTML).

Além disso, temos marcações de inclusão de CANVAS 2D e 3D, para desenhos de graficos através de scripts, sem necessitar de plugin extra como flash. Também temos tags de manipulação de grandes conjuntos de dados como DATAGRID, que permite gerar e ordenar tabelas dinâmicas no navegador cliente. Suporte a novas tags para formulários como OUTPUT, EMAIL, DATETIME com facilidades de validação por JavaScript. Suporte a fórmulas matemáticas (MathML) e gráficos vetoriais (SVG). Novas Interfaces de Programação (API), como arrastar e soltar, trabalho offline, geolocalização, armazenamento de dados (SQLite), comunicação bidirecional (WebSockets), requisição de pagamento (ecommerce), política de conteúdo seguro, dentre outras sendo implementado.


Não vá embora, continue lendo Os Principais Navegadores Web e as Ferramentas para Desenvolvimento Web.

terça-feira, 30 de julho de 2019

GNU/Linux - Algumas distribuições deste ano

O GNU/Linux é um sistema altamente customizável. A própria comunidade altera uma determinada distribuição, termo conhecido como fork, e disponibiliza ao público.

Confira 5 distribuições da familia Debian que tiveram atualizações recentes este ano.



Privacidade

Para aqueles que preferem maior segurança temos:

Tails - O The Amnesic Incognito Live System é uma distribuição baseada no Debian que o usuário instala no pendrive ou DVD e a utiliza para navegar de forma segura. Possui boa documentação em português e a atualização ocorre em média a cada 6 semanas. Contudo, o usuário deve estar ciente da advertência sobre em que casos ele não protege.

Whonix - Trata-se de um sistema operacional baseado no Debian desenvolvido para ser executado dentro de máquina virtual que utiliza-se do Tor e outras ferramentas para garantir anonimato na Internet. A documentação de uso da distribuição é em lingua inglesa.

Após um mês do lançamento da versão estável do Debian, a nova versão do Whonix é disponibilizada para upgrade. Você deve ler o aviso de limitações de segurança para entender o contexto no qual a distribuição deixa a desejar.

Uso Comum

MX Linux vem crescendo ultimamente entre a comunidade, tanto que está em primeiro no site DistroWatch nesses últimos doze meses. É um sistema operacional baseado na versão estável do Debian utilizando a interface gráfica XFCE 4. Possui algumas ferramentas e um painel interessante, é leve e rápido.

Com a jução de usuários da MEPIS, do core do sistema antiX e o envolvimento de sua comunidade, em 2014, surgiu a primeira versão da distribuição MX.

Possui boa documentação em inglês, ferramentas de desenvolvimento e colaboração, que auxiliam o engajamento da comunidade em seu crescimento.


O Q4OS é um sistema operacional baseado na versão do Debian LTS com suporte e atualizações de 5 anos. Para desktops/laptops há duas interfaces: TDE (Trinity Desktop Environment) baseada no fork do KDE 3.5 (também utiliza o fork do Qt3 nomeado para TQt) e a KDE Plasma.

Com foco em usuários migrando do Windows, inclusive de empresas, o ambiente gráfico foi desenhado com a organização similar ao Windows 2000, facilitando assim uma transição suave para o mundo GNU/Linux. A personalização de tema pode ser feita no painel de controle, e também, pode-se instalar o aplicativo XPQ4 que disponibiliza temas mais completos do Windows.

A versão de instalação com ambiente TDE tem por alvo computadores antigos com um mínimo de 300MHz de CPU, 128MB de RAM e 3GB de disco. Já a versão KDE Plasma, possui recursos gráficos mais avançados necessitando de no mínimo de 1GHz de processamento, 1GB de RAM e 5GB de disco.

O instalador permite que o usuário selecione entre três tipos de configuração: apenas o sistema, sistema com poucos aplicativos e sistema com todos aplicativos da distribuição.


Feren OS é uma distribuição britânica, baseada no Ubuntu com a interface Cinnamon que foi concebida para ser um substituto do sistema Windows e MacOS. Na questão de segurança, as atualizações ocorrem em segundo plano, sem intervenção do usuário, garantindo assim, um sistema sempre atualizado.

O diferencial são os temas completos do Feren OS, prontos para Windows, MacOS e alguns GNU/Linux como a interface do Mint e do Chrome OS.


Você acaba de conferir alguns sistemas interessantes com atualizações em 2019. Para mais informações sobre o mundo GN/Linux, leia também o artigo Usar ou Não Usar o Linux.

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Informações para comprar um Teclado

Baseado na máquina de escrever, o teclado é o dispositivo de entrada de dados tanto para PCs quanto Notebooks. Possui teclas representando números, letras, símbolos e algumas funções.

O teclado que conhecemos hoje, o padrão QWERTY, foi criado em, 1818.


Os tipos de teclado mais comuns atualmente são os:
  • sem fio que utilizam bluetooth ou infravermelho para se comunicar;
  • com fio no padrão USB.
O padrão brasileiro de teclado é o ABNT-2 sob a norma ABNT NBR 10346:1991 com 107 teclas, e esta insere a tecla Alt Gr no lado direito do periférico que é utilizada para imprimir o 3º caractere de uma determinada tecla como os símbolos ª, °, ¬.

Para quem procura um teclado para jogar, prefira os com tempo de resposta baixo, e a taxa de relatórios (medida em Hz) alta, além disso, deve possuir o recurso anti-ghosting (teclas Q, W, E, A, S, D, Z, X, C, V, espaço, CTRL, seta para cima, esquerda, direita) para evitar que o teclado não funcione quando é apertada diversas teclas ao mesmo tempo.

O design é um quesito pessoal. Há teclados para todos os gostos e preços.

O padrão ergométrico, conforme a Norma Regulamentadora do Ministério do Trabalho – NR 17, ajuda no conforto na hora de digitar. Alguns tem curvas e apoio para as mãos, outros as teclas são mais baixas e macias, além destes, há os com cores e luzes diferenciadas. E também há os com teclas especiais e, com funções programáveis. Ademais há os divididos que embora custem mais caro são melhores devido a não estressar os pulsos.

Os teclados mais baratos são os de membrana (uma camada que preenche todas teclas sendo de silicone ou outro material semelhante), e os mais caros são os mecânico que tem em cada tecla um único switch que regula o aperto da tecla.

Quais os Teclados para PC mais vendidos em 2019, segundo Buscapé
Produto Preço a partir de R$
Multilaser TC126 Alfanumérico 33,91
Multilaser TC142 Alfanumérico 38,02
Logitech MK120 Alfanumérico 76,01
Maxprint 608441 Alfanumérico 94,9
Microsoft Wired 600 Alfanumérico 109,14
Logitech MK220 Alfanumérico 110
Dell KM636 Alfanumérico 119,99
Multilaser TC202 Alfanumérico 144,9
Microsoft Optical Desktop 2000 Alfanumérico 256,01
MadCatz Cyborg S.T.R.I.K.E.5 Alfanumérico 814,99

Fontes
https://rocketz.com.br/store/articles/rocketz-explica-o-que-e-um-teclado-mecanico
https://pt.wikipedia.org/wiki/Teclado_(inform%C3%A1tica)