segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Porque deixei de usar o Opensuse

Antes eu usava o Ubuntu mais depois que veio a interface Unity não gostei e troquei pelo Kubuntu por ser baseado no KDE. Depois de uns 3 anos de uso resolvi mudar para outra distribuição que não fosse baseada no Debian.

Escolhi o Opensuse. Achei ruim ter que baixar 4GB. Eu nem ia usar nem metade !

Bom, após a instalação (escolhi o ambiente KDE é lógico). Usei por cerca de um ano. Achei meio chato ter que utilizar a interface do Yast para tudo, ele pareceu ser um pouco fechado com relação ao Kubuntu (deve ser por causa da segurança). Senti falta de alguns atalhos... e algumas costumizações.

Também percebi que o ambiente era bem pesado (a minha máquina é muito boa por sinal viu?! HD SSD, 16GB de RAM, placa mãe e placa gráfica off bem atual) e o KDE não era tão estável quanto parecia. Para não mudar de distribuição tentei mudar de interface. Baixei a nova versão do Opensuse e instalei com o ambiente XFCE. A nova interface do KDE plasma 5 também não gostei (parece desenho). Após uma semana de uso começou a apresentar alguns bugs, talvez porque o ambiente padrão do Opensuse seja o KDE, ou algum problema de reconhecimento com a minha máquina, ou mesmo porque a nova versão ainda tinha alguns erros para serem corrigidos (não sei..), enfim desisti.

Hoje eu uso o Manjaro com XFCE e vou muito bem obrigado.

Último adendo, se você pretende usar Linux, prefira placas gráficas da NVidia em vez da ATI, funcionam muito melhor.



Reações:
Categorias:

0 comentários: